Dicas de como usar o crédito milionário de anúncios do Google

Uma das iniciativas do Google para enfrentamento da COVID-19 inclui um crédito milionário em anúncios no Google. Se você recebeu este crédito, confira dicas sobre as melhores formas de utilizar este valor extra em anúncios.

Com o impacto do Coronavírus sobre o varejo, tem sido um desafio para as pequenas e médias empresas (PMEs) manter contato com seus clientes. Algumas estão com queda na lucratividade, ao passo que outras enfrentam a ameaça de ter de fechar as portas.

Em resultado disso, iniciativas têm sido feitas nos quatro cantos do planeta visando auxiliar os consumidores e varejistas no processo de pesquisa e compra. 

O Google tem atuado ativamente em garantir um fluxo seguro neste processo. A empresa quer garantir boas experiências dos usuários ao mesmo tempo em que apoia os varejistas para que continuem respirando nesta época de instabilidade.  

Diante destes desafios, o Google oferece duas iniciativas em socorro das pequenas e médias empresas: 

  1. Crédito em anúncios do Google Ads no valor de US$ 340 milhões.
  2. Google Shopping exibindo resultados gratuitos

Crédito em anúncios do Google Ads de US$ 340 milhões

O Google disponibilizou um pacote milionário de enfrentamento ao COVID-19. Deste montante, 340 milhões de dólares foram disponibilizados para PMEs como crédito em anúncios de Links Patrocinados.

Quem está qualificado para receber este crédito?

Os anunciantes qualificados são as PMEs de todo o mundo que utilizaram a plataforma de anúncios em dez dos doze meses de 2019 e nos meses de Janeiro e Fevereiro de 2020. Evidentemente, além disso, as empresas precisam estar em conformidade com os termos e condições de anúncios do Google.

O valor do crédito varia de cliente para cliente. O Google leva em consideração alguns fatores como:

  • País e moeda;
  • Histórico de gastos.

Os créditos ficam disponíveis para todos os tipos de campanha veiculados nas plataformas da rede do Google, incluindo rede de pesquisa (Search), YouTube e Rede de Display.

O crédito poderá ser usado para gastos futuros. Ou seja, você não pode usar este crédito para quitar gastos anteriores no Google Ads. 

Além disso, as PMEs qualificadas devem utilizar o crédito em qualquer momento até o final do ano de 2020. Após 31 de Dezembro de 2020, os créditos não utilizados serão expirados.

O que preciso fazer para receber o crédito do Google?

A concessão do crédito em anúncios é automática – ou seja, você não precisa fazer nada. No final do mês de Maio, os créditos começarão a ser distribuídos em fases. Assim, os clientes qualificados receberão notificações de crédito automaticamente nas contas do Google Ads.

Ou seja, você só precisa ter paciência e aguardar!

Com este pacote, o Google fornece suporte para que as pequenas e médias empresas consigam enfrentar este momento de pandemia. Devemos nos lembrar de que as PMEs são responsáveis por mais da metade das vagas de emprego no mundo.

Além destes US$ 340 milhões em créditos de anúncios, o Google também reservou US$ 20 milhões em anúncios para instituições financeiras que estão oferecendo recursos de apoio para pequenas e médias empresas.

Dicas de como usar o crédito do Google Ads

É claro que este apoio do Google Ads é muito bem-vindo para ajudar empresas de pequeno e médio porte a se recuperarem.

E assim como todo investimento em Links Patrocinados precisa ser bem aproveitado, o mesmo deve ser dito sobre créditos do Google.

Por isso, se você recebeu este bônus do Google, a grande questão que surge agora é: como aproveitar este crédito da melhor forma?

Confira algumas dicas para saber como alocar este valor extra para anunciar no Google.

Analise dados históricos recentes

Em time que está ganhando, não se mexe. Em outras palavras, isto significa investir nos mesmos canais que estão dando certo.

No entanto, na hora de analisar os dados históricos, vale a pena focar os últimos meses – período em que o mercado já sofria com a COVID-19. Desta forma, você investe pensando no comportamento atual do público-alvo.

Além disso, em vez de utilizar o crédito do Google para divulgar todos os produtos e serviços de sua empresa, dê prioridade para aqueles que estão trazendo mais lucros nos últimos meses.

Crie anúncios que destaquem serviços de enfrentamento à COVID-19

Alguns serviços oferecidos pelas lojas em enfrentamento à COVID-19 são:

Se sua empresa possui estes serviços ou qualquer outro que evite o contato pessoal, vale a pena investir em anúncios para destacá-lo. Afinal, os consumidores estão dando prioridade a isso.

Portanto, destaque estes serviços no texto dos seus Links Patrocinados.

Teste o diferente

Pequenas e médias empresas possuem um orçamento de publicidade mais limitado. Por este motivo, elas costumam investir com muita cautela nos anúncios do Google.

Mas, o crédito em anúncios do Google Ads pode ser uma oportunidade para você experimentar o novo.

Por exemplo: até hoje, você nunca anunciou no Remarketing? Esta pode ser uma oportunidade para você testar o desempenho deste tipo de anúncio no seu negócio.

Também considere utilizar o crédito do Google para anunciar em canais onde você nunca investiu, como Rede de Display ou YouTube. É bom lembrar que estes canais costumam ter um custo por clique menor do que a rede de pesquisa.

Se precisar de dicas sobre como adaptar campanhas e anúncios a este período de incertezas, temos um guia voltado para isso: Como gerenciar anúncios no Google e no YouTube durante a COVID-19.

Portanto, se sua empresa for contemplada com este crédito do Google, use cada centavo sabiamente.

E não se esqueça: os créditos expiram em 31 de Dezembro de 2020.

Google Shopping exibindo resultados gratuitos

Outra iniciativa do Google de enfrentamento ao COVID-19 são os resultados gratuitos veiculados no Google Shopping. Isto se dá em razão do crescimento da importância do comércio eletrônico em tempos de pandemia.

Portanto, assim como o Google não cobra dos sites por fazerem parte do índice de pesquisa no Search, da mesma forma, os comerciantes poderão exibir seus produtos no Shopping, gratuitamente.

Assim como nos anúncios, a exibição gratuita depende do envio de feeds de dados dos produtos para o Merchant Center.

Mas, o que significa exatamente um Google Shopping gratuito?

Na prática, isso significa que o Google Shopping passa a incluir tanto resultados patrocinados quanto gratuitos. 

Mas, como esses links serão distribuídos? Assim como acontece com os resultados de texto no Search, o Shopping listará resultados patrocinados no topo e na parte inferior. Logo abaixo dos anúncios superiores, entram em cena os resultados gratuitos do Google Shopping.

Podemos ver um exemplo disso na imagem abaixo:

Google shopping gratuito

Esta mudança traz impacto em pelo menos três frentes:

  • Consumidores: mais opções de produtos, lojas e preços para suas compras;
  • Varejistas que não anunciam no Google: exposição gratuita a milhões de pessoas que acessam o Google todos os dias para pesquisar e fazer compras. 
  • Varejistas que já são anunciantes no Google: aumento da exposição online, já que as listagens gratuitas serão acrescentadas aos resultados patrocinados.

Assim, temos o cenário pronto para maior competitividade no Google Shopping. Além disso, este movimento adiciona uma nova camada de esforços de otimização para os profissionais de SEO.

O Google está expandindo o Google Shopping gratuito, gradativamente. O lançamento global é esperado até final de 2020.